Eu e o Hospital da Plástica

Ao final deste ano completo 10 anos de atividades de ensino no Curso de Especialização em Cirurgia Plástica, no Hospital da Plástica. Tem sido uma experiência gratificante e bastante diferente da que eu tinha tido até então. Ensinar cirurgia plástica para a “geração internet” é um desafio, embora eu tenha percebido que o “caldo de cultura” é o mesmo. Mesmas aspirações, mesmos sonhos e mesmas dificuldades a serem enfrentadas. De diferente é que eles pensam em curto prazo. Não têm a paciência da espera. Tudo é muito digital, muito imediato.

Mas verifico que com paciência, determinação e compreensão conseguimos chegar a um denominador comum: prepará-los para enfrentar a especialidade destes novos tempos.

O respeito ao doente e liturgia do ato cirúrgico têm que ser sempre os mesmos. A prática cirurgia deve ser constante e a atividade ambulatorial permanece fundamental. O ensino teórico é determinante para se atingir o título de especialista e não pode ser negligenciado.

Tenho opinião convicta de que a avaliação de um curso de especialização passe pelo seu resultado final, pela avaliação de seus frutos. E este curso tem cumprindo esta finalidade. Tem sido formados profissionais bem preparados para exercer a especialidade, muito deles de altíssimo nível , independentemente de conceitos, avaliações teóricas, feitas em planilhas, por quem não vive o dia a dia do curso.

Além da convivência com jovens, o que é sempre estimulante, tive também a felicidade de conviver com amigos fraternos do corpo docente. Alcemar Maia merece destaque. Sempre muito dedicado e atencioso. Bruno Heikenholf foi a grata novidade. Velhos e queridos companheiros como Roberto Sebastía e Luiz Mário Bonfatti completam o time. Garambone e sua equipe seguem ensinando e demonstrando as peculiaridades da anestesia para cirurgia plástica. Neste outono de vida tenho tido excelentes momentos, não posso me queixar. Esta minha grande oportunidade foi dada pelo Regente Farid Hakme a quem devo sinceros e eternos agradecimentos.

“E la barca va” como costumada dizer nosso saudoso Nemer Chedid.



Turma 2013



Turma 2022

261 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo